terça-feira, 5 de abril de 2011

ATIVIDADE SUGERIDA PELO PROFESSOR WILSON FARIAS - ABRIL/2010

Leia o texto abaixo e discuta os tópicos mais relevantes com seus colegas:

Sua empresa está preparada para o
público da terceira idade?

Muito se fala sobre as novas gerações, mas sua empresa já parou para pensar em
ações direcionadas ao público idoso? Talvez seja hora de começar a refletir sobre isso.

Segundo estimativas das Nações Unidas, o número de pessoas com 65 anos ou mais
deverá triplicar em todo o mundo, de 523 milhões no ano passado para cerca de 1,5
bilhão até 2050.

Tal dado representa que, em breve, as pessoas com idade igual ou superior a 65 anos
vão superar pela primeira vez o número de crianças com menos de cinco anos.

E aqui no Brasil não é diferente: de acordo com uma pesquisa divulgada recentemente
pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o número de pessoas com mais
de 50 anos promete superar os indivíduos de até 30 anos, em 2040.

Diante desse cenário, é fundamental que as empresas se preparem para lidar com esses
consumidores. Mas quais as principais ações que as organizações devem tomar para se
aproximar desse público?

Um exemplo são os pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT),
que ajudam desenvolvedores de produtos a compreender melhor o perfil de consumo
dos idosos. Diversas empresas já procuraram o AgeLab do MIT para entender quais as
principais características e demandas desses clientes.

Nessa linha, organizações como Intel e General Electric estão desenvolvendo, em
conjunto, tecnologias para ajudar idosos a manterem-se independentes. Entretanto, são
poucas as companhias que, até agora, criaram novos serviços para esse público
consumidor. Como desenvolver, então, uma relação próxima e fiel com os clientes mais
velhos?

Antes de tudo, é importante que as empresas respeitem o público idoso, entendam e,
sobretudo, compreendam as necessidades das pessoas da terceira idade para, assim,
desenvolver produtos e serviços que atendam a essa demanda específica.

Campanhas direcionadas e serviços que vão ao encontro direto deste consumidor
tendem a ser eficazes. Exemplo disso é um modelo de celular, desenvolvido no ano
passado, pela fabricante chinesa ZTE.

No aparelho, as teclas são grandes e iluminadas, e as funções, simples. Esse é somente
um caso, mas há inúmeros produtos já adaptados à demanda idosa. Todas essas ações
refletem a preocupação e aproximação com o seu público-alvo, um dos objetivos de
uma empresa que está em busca de crescimento e sucesso.

Mas somente desenvolver novas alternativas para os consumidores da terceira idade
basta? Considero que um dos desafios das empresas é conquistar a confiança deste
público específico.
Para isso, antes de colocar no mercado um serviço que você e sua equipe acreditam ser
eficazes com os clientes idosos, pesquise de forma aprofundada os vários perfis de
consumidores dessa faixa etária e inove no atendimento. Por isso, coloque em prática
novas formas de atender o público idoso, cada vez mais exigente e crítico.

Para as empresas que trilham o caminho do sucesso, é imprescindível não fechar os
olhos para os chamados públicos segmentados, sejam eles jovens ou idosos. Então, saia
na frente da concorrência e vá atrás de seus clientes. Ofereça soluções diferenciadas
para cada perfil.

Desenvolva ações direcionadas, novos produtos e serviços de acordo com as
necessidades dos distintos consumidores que estão no mercado. Crie estratégias, entre
em ação e inove no atendimento personalizado para manter-se perto daqueles para os
quais você trabalha.

Gilberto Wiesel (Conferencista, consultor e diretor do Grupo Wiesel que atua na área
de Educação Corporativa com foco em liderança, empreendedorismo e
desenvolvimento de competências. Administrador de empresas pós-graduado em
Marketing pela FGV. É Master-Practitioner em Programação Neurolinguistica pela
Sociedade Brasileira de PNL e membro da Time Line Theraphy Association, Hawai-
USA. Para mais informações, acesse: www.gilbertowiesel.com.br)


36 comentários:

  1. Dayane Rolim 3ºTGF6 de abril de 2011 14:05

    Hoje a terceira geração está mais independente sendo que ainda falta recursos para que o atendimento seja prioritário e não é o que nós vemos hoje, falta mais dedicação para este publico, eles querem mais economia então porque não dar mais desconto, criar produtos que eles tem mas acesso como dentro da própria casa como rádio, televisão, eletronicos digitais e até mesmo transporte para atender apenas este publico exclusivamente.

    ResponderExcluir
  2. A inovação e criatividade já esta dentro do empreendedor, mais requer atenção e visão panorâmica para perceber as mudanças e exigências do mercado, e dedicação ao público que se quer atingir.
    Logo, a terceira idade exige muito mais detalhes porque possuem mais dificuldade para se adaptarem com a sofisticação tecnológica e uma porção de outras coisas.
    Logo inovar e desenvolver produtos próprios para esse publico, é essencial já que existem poucos criados para eles, com isso as empresas poderiam sim estar a frente da concorrência conquistando mais uma parte do mercado,melhorando e satisfazendo a vida dos idosos.

    ResponderExcluir
  3. A inovação e criatividade já esta dentro do empreendedor, mais requer atenção e visão panorâmica para perceber as mudanças e exigências do mercado, e dedicação ao público que se quer atingir.
    Logo, a terceira idade exige muito mais detalhes porque possuem mais dificuldade para se adaptarem com a sofisticação tecnológica e uma porção de outras coisas.
    Portanto, inovar e desenvolver produtos próprios para esse publico, é essencial já que existem poucos criados para eles, com isso as empresas poderiam sim estar a frente da concorrência conquistando mais uma parte do mercado,melhorando e satisfazendo a vida dos idosos.

    ResponderExcluir
  4. Deve-se ter muito empenho e dedicação, pois, a o público da terceira idade são muitos exigentes e querem também estar por dentro das Novas Tecnologias e nem sempre é possível. Só conseguiram se estiverem produtos aptos para eles. Acredito que inovações são sempre bem vindas e se tratando desse público é melhor ainda. Apresentando produtos bons e de alta confiança irá mudar a vida de muitas pessoas. Vale à pena!

    ResponderExcluir
  5. Realmente a terceira idade está cada vez mais crescendo, mas como a tecnologia de hoje esquecemos que a pessoas que precisam de mais atenção do que os jovens de hoje.
    Esse é um nicho de mercado que deve sim ser explorado e cuidado. Eles precisam de atenção e de carinho, pois se estamos aqui hoje e porque eles cuidaram de nos. Então o que custa retribuir um pouco de amor e gratidão.
    Empreendedores essa é a hoje para aproveitar e inovar. Vamos investir...

    ResponderExcluir
  6. LUCINA DE FARIA 1ºGF
    Acretido na experiência dessa geração que talvez seja que falta em muitas empresas.Porém o fator que me preocupa é o de muitos idosos terem dificuldade em acompanhar a tecnologia que hoje vem crescendo cada vez mais.
    Acho que eles merecem um pouco mais de espaço não só na parte profissional mais em todas as outras,precisam de meios para interagirem com o meio e assim mostrar seus potencias.

    ResponderExcluir
  7. Ao mer ver, jovens se adaptam a tudo que é inovador, diferente dos idosos, que alem de possiuirem maior dificuldade, serem mais criticos, sao tambem muito mais exigentes. Com esse crescimento, acredito que a terceira idade passara a dominar os pensamentos dos grandes empreendedores, trazendo muitas inovaçoes adaptadas a eles. É claro , que tem muitos idosos que sao mais atualizados na tecnologia que muitos jovens por ai...
    Esse sera um grande desafio para as empresas...

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. A tecnologia esta cada vez mais avançada, porem os idosos estão com dificuldade de acompanhar, os fabricantes tem que pensar melhor na hora de produzir algo com facilidade para os idosos aprenderem a manusear sem dificuldade, mas acredito que tem idosos passando a perna em muitos jovens por ai, pois se modernizou junto a a tecnologia e hoje acha melhor e fácil o uso da tecnologia em vez de antigamente que teria que fazer tudo manualmente, mas esta as duas hipótese, o idoso com facilidade da tecnologia e o idoso com dificuldade da tecnologia, pois as empresas teria que estudar algo prático e simples para poder atender melhor os clientes em geral.
    Andréia Ferreira RGM:5038 ADM 1°A

    ResponderExcluir
  10. Everton Bruneti 3°TGF22 de abril de 2011 18:49

    Pode-se dizer que o que move o mercado consumidor é o público alvo do momento. Portanto, se hoje a maioria dos consumidores são jovens, é de se esperar que o mercado seja voltado para os alvos que mais atendam as exigências desse público, como as tecnologias super inovadoras, enfim vários produtos.
    Mas essa realidade pode mudar. De acordo com essa notícia, é previsível que os idosos se tornarão num futuro próximo a maioria da população, e respectivamente a maioria dos consumidores... Com base nisso, já é possível notar a preocupação de alguns empreendedores em sair na frente de outras empresas criando produtos voltados para um público diferente do atual, o público mais velho, o que é uma ótima iniciativa tanto pelo fator econômico como pelo social, pois no mundo da economia não devem haver discriminações como produtos voltados apenas para o público jovem, mas sim devem existir no mercado produtos voltados para todos os tipos de gerações, uma vez que todas elas sentem a necessidade de consumo.

    ResponderExcluir
  11. O foco do mercado visa o que esta em alta, e se daqui uns tempos a tendência é a terceira idade, com certeza o mercado irá ao seu encontro para satisfazê-lo, sem sombra de dúvidas, mas antes de qualquer suprimento dessas necessidades materiais temos que ter mais respeito por eles, porque, para a tecnologia acompanhar as mudanças no nosso dia a dia é fácil, o difícil hoje em dia, é conseguir do ser humano mais amor e respeito ao próximo, seja em qual idade for.........

    ResponderExcluir
  12. Ana Paula 3º TGF24 de abril de 2011 14:40

    Como mencionado no texto, o segmento da terceira idade tende a crescer nos próximos anos e há setores que já visualizaram isso, como por exemplo o turismo e as empresas de crédito. É percebido não só o crescimento, mas também a exigências deste público que está mais preocupado com a saúde e com a qualidade de vida. Para que as empresas atinjam esse nicho certamente terão que pesquisar muito.

    ResponderExcluir
  13. Como mencionado no texto acima, o público de terceira idade só tende a crescer nos próximos anos. As empresas desde já devem se preocupar com os produtos e serviços que são direcionados a eles. Deve-se investir em tecnologias que ajudem e facilitem os idosos, tal como tecnologias que ajudem facilitar a locomoção, aparelhos eletrônicos adaptados entre outros. Sem contar que essa geração também pode ter problemas quanto a empregos, sendo que a idade quando avançada dificulta na contratação. No Brasil isso é fato, muitas pessoas que alcançam uma determinada idade não conseguem um emprego para sustentar suas famílias, isso só nos leva a entender que há certa discriminação quanto a idade aceitável para o mercado de trabalho.

    ResponderExcluir
  14. Maria Queiroz 3º TGF25 de abril de 2011 08:44

    O texto nos traz a importância da inclusão dos idosos em nosso meio, pois é uma classe que vem crescendo cada dia mais.
    Algumas empresas já estão se adaptando ao novo publico mas ainda é preciso mais, os idosos são mais exigentes e necessitam de uma atenção maior não só das empresas mas de todos nós. Essas empresas que já se inovaram concerteza estão na frente na conquista desse novo mercado.

    ResponderExcluir
  15. Nos tempos de hoje os idosos estão muito exigentes, devido a tecnologia estar se avançando com rapidez, e com isso eles querem produtos para suprir suas necessidades, mas nem todas as empresas direcionam seus produtos para a 3º idade. Entretanto devem acordar o mais rápido possível, pois no futuro o publico alvo serão as pessoas com mais idade. Fazendo com que a procura por produtos uteis e com facilidades de se manusear seja alta.

    Morgana Galhardo Riatto RGM 5432 1º ADM C

    ResponderExcluir
  16. A sociedade em que vivemos nos dias de hoje é movida pelo consumo e os jovens são os alvos a serem investidos pois, muitas vezes agem por impulso e não pela razão ao contrario de pessoas da 3° Idade que antes de qualquer gasto pensam e avaliam se realmente vale a pena. As empresas em um futuro não muito distante irão precisar se dedicar, e aprender a seduzir o consumo dos “senhores do mundo” para que não tenham dependência dos consumidores jovens afim de evitar que suas margens de lucro diminuam. Outro problema é a questão do emprego e, empresas precisam se mobilizar desde já e aprender a lidar com pessoas mais velhas em seus quadros de funcionário, algo que nos dias de hoje esta cada vez mais difícil pois as empresas procuram sempre os mais jovens por acreditar que são mais eficientes mas, é fundamental que essa idéia mude, devendo as empresas tratar pessoas mais velhas com mais atenção dando todo o suporte e treinamento para que no futuro não venha a ficar sem sua mão de obra.

    ResponderExcluir
  17. É extremamente importante começarmos a nos preocupar com a geração de pessoas idosas que estão por vir. As empresas tendem a olhar o seu publico alvo futuro, e segundo estimativas das Nações Unidas o nosso maior publico serão os idosos. Primeiramente devemos entender quais são as necessidades desta geração, por meio desta necessidade criarmos estrategias de como supri-las. Como conquistar esse publico alvo? essa é a nossa maior pergunta...Acredito que cada publico a ser alcançado ter o seu perfil, e a geração de idosos tem um perfil mais delicado e exigente onde o detalhe do produto será um ponto indispensavél por esta geração.

    Thays Morais RGM 5460 1º ADM C

    ResponderExcluir
  18. As adaptações se tornam necessária uma vez que as necessidades do publico vão se moldando conforme a idade, novos produtos serão lançados afim de mantê-los independentes, ações de inclusão são de suma importância, até mesmo para o novo mercado muito rentável, a ser explorado

    ResponderExcluir
  19. Claudio Costa - 3ºTGF26 de abril de 2011 11:11

    Direferente de tempos passados onde as famílias eram grandes, compostas por Pai, Mãe e ente 4 a 10 filhos, o mundo vem mudando e transformando a vida das pessoas, logo a família hoje em sua maioria procura se estruturar em Pai, Mãe e máximo 2 filhos, tamanho o desafio para que os pais possam dar no mínimo o nivel de estudo superior, visando assim que seus filhos tenham um emprego digno.Pois bem, isso fatalmente fez e faz elevar ainda mais a faixa etária das populações.
    Na minha visão o Brasil está num patamar elevado e segundo mostra mais 30 anos os idosos já ultrapassam as pessoas na faixa etária de 30 anos, porém aqui temos uma vantagem, pois o ensinamento dado aos "Idosos" foi sem dúvida muito melhor que o aplicado nos dias de hoje nas escolas e universidades e logo será melhor que o a aplicar-se daqui a alguns anos, então não há o que opor em dizer que os velhinhos estão com tudo, sendo o mérito da garotada a questão tecnologica e mesmo assim os mais velhos (Geração X) se esforçam para aprender o mínimo, pois sem isso não sobreviveram neste mundo cibernético.
    É um desafio a todas as empresas se moldarem a atender um publico diferenciado, ou seja, mas responsável, com mais conhecimento e muito mais exigente.

    ResponderExcluir
  20. Tatiana Ono - 3º TGF26 de abril de 2011 11:17

    Na minha opnião já há um descaso muito grande com os idosos e a tendência é piorar, salvo as empresas acordarem para o fato que este será o público alvo de seus investimentos, logo o trato dessas pessoas tem que ser refinado para que sintam-se atraidos em adquirir seus produtos e serviços.
    Aqueles que se moldarem ao desenvolvimento de produtos direionados a esta faixa etária, ou seja, 50 a 65 anos sairá na frente e certamente eleverá substancialmente suas receitas

    ResponderExcluir
  21. Rita Rocha - 3º TGF26 de abril de 2011 11:25

    A tempos que o mercado vem mudando, houve tempos em que uma pessoa de 40 anos era velho demais para o mercado de trabalho, e hoje vemos pessoas entre 50 e 60 anos em plena atividade, um dos motivos foi o fato das mudanças previdênciárias e outra é o crescimento da expectativa de vida de todo o mundo.
    O que ainda está falho é o desevolvimento tecnológico que está voltado a atender os jovens esquecendo-se que quem dominara o consumo no mundo seram nossos gloriosos velhinho.
    Atenção pessoal vamos trabalhar para reforçar os atrativos para esta faixa etária em nossa empresas, pois inovar é preciso mesmo voltando-a para o publico idoso

    ResponderExcluir
  22. Katharine 3º TGF26 de abril de 2011 11:38

    Eu acho que as empresas, devem se preocupar sim com o público da 3º idade, pois eles ja passam por inumeras dificuldades, e desrespeito, hoje as empresas só se preocupam com os jovens querendo criar produtos cada vez mais moderno, e o público da 3º idade, sofrem com essas tecnologias...Achei super interessante a empresa que começou a fabricar celular para o publico idoso, com teclados maiores e funções mais faceis de usar, assim eles tambem participam das tecnologias, mas da maneira deles, ou seja, de uma maneira mais simples.

    ResponderExcluir
  23. Do meu ponto de vista a terceira idade realmente necessita de uma inovação na área profissional, porém o que mais impede isso de acontecer é o de a maioria dos idosos terem uma certa dificuldade em acompanhar a evolução da tecnologia que hoje vem se desenvolvendo a cada dia mais, porém acredito que eles mereçam um pouco mais de atenção e espaço dentro das empresas.

    Francisco Gilglenio Nobre - T1A - RGM: 5078

    ResponderExcluir
  24. Em minha opinião, temos neste caso um diamante bruto a ser lapidado, os clientes da terceira idade não apenas merecem uma atenção especial, como são consumidores em potencial. Muito se fala hoje em tecnologia, porém sabendo da dificuldade que este público tem em se adaptar, as empresas deveriam investir em equipamentos voltados as pessoas de mais idade, proporcionando tecnologia, mas de uma maneira em que os mesmos possam utilizar no seu cotidiano, um exemplo muito interessante citado, foi o da empresa ZTE, que criou aparelhos com tecnologia, porém com uma maneira simples de manuseio, letras maiores e de mis fácil visualização. Acredito que este seja um mercado bastante promissor, levando em consideração o aumento da população de terceira idade.

    André Silva ADM 1ºA RGM 5066

    ResponderExcluir
  25. Na minha opinião temos que abrir espaço sim para a terceira idade, pois eles estão a mais tempo no mercado de trabalho, o que eles nao iriam acompanhar muito bem seria as tecnologias, que hoje está muito mais avançada do que no tempo deles, então eles teriam dificuldades só nessa parte, eu penso assim.

    ResponderExcluir
  26. BIANCA BERNARDO - 5124
    Iº ADM A

    Realmente, o público idoso necessita de uma atenção especial, pois são eles quem nos 'ensinaram nossos valores '.

    A area profissional, eles devem ser tratados com mais atençao e paciencia, por nao terem tanta facilidade com a tecnologia atual, como nós jovens temos, por ser a nossa geraçao, a 'geração tecnologia'; um atendimento diferenciado, como hora marcada para evitar filas e telefonemas, ou um dia por semana, atendimento só idoso seria uma estratégia diferente. A atuação deles, vejo que seria em processos sempre repetitivos, pois eles nao tem tanta facilidade com computadores (ao menos os que eu conheço).

    ResponderExcluir
  27. Daniele 1 ADM C
    RGM: 5423

    Realmente o número de idosos veem crescendo significamente, e é um consumidor em potencial.O consumidor idoso pode até estar mais preocupado com a qualidade de vida, mas isso não necessariamente indica que ele esteja pensando apenas em sua saúde. Os idosos querem estudar, viajar, viver novas experiências e não ficar de fora do que vivem as gerações mais jovens. “Menor habilidade física não significa menor capacidade mental. Eles querem interagir , para quem as empresas poderiam investir em interfaces mais amigáveis e desenvolver manuais de leitura mais agradáveis.
    Para satisfazer as necessidades e desejos do consumidor é necessário conhecer o comportamento do consumidor, pois segundo Cobra (2003, p. 91), “analisar o comportamento do consumidor inclui entender suas atividades físicas e mentais”, isso significa identificar o que leva o consumidor a comprar. Conforme Kotler (2000), os principais fatores que influenciam o comportamento de compra dos consumidores são os fatores culturais, fatores sociais, fatores pessoais e fatores psicológicos.E quem não se preparar para atender este público,vai ficar de fora!!!

    ResponderExcluir
  28. De acordo com a postagem acima descrita a terceira idade vem em um aumento significativo,podendo em alguns anos superar os jovens, sendo maioria. Fazendo com que algumas empresas já estejam se programando para atender este novo público alvo,e utilizam como base a facilidade e praticidade.Apesar da maioria das empresas ainda não estarem levando em consideração estas estatísticas,é bom se prepararem porque logo seremos mais idosos do que jovens.
    Denise S. rgm 5474 1°admC

    ResponderExcluir
  29. Jaqueline dos Santos Pereira 1ºC RGM:5383

    Acho fundamental se preocuparmos com as pessoas da terceira idade porque querendo ou não eles acabam ficando mais dependentes, para isso temos que inovar em todas as àreas começando pelo transpote público que hoje é um caus as pessoas não respeitam os mais idosos, mudando também o setor de tecnologia para que a terceira idade se sinta mais a vontatde em utiliza-la trazendo mais informação por que é isso que falta na sociedade atual porque temos quer mudar hoje para que o resultatdo se reflita no futuro.

    ResponderExcluir
  30. Como diz o ditado;"Trabalhando, não teremos tempo para envelhecer...."
    As empresas devem começar a se preocupar e tomar atitudes que irão proporcionar qualidade no ambiente de trabalho para atender as necessidades dos idosos.
    Respeitar o público idoso é permitir que eles construam a sua própria velhice, considerando as limitações naturais impostas pelo tempo.
    É preciso contribuir para a mudança de pensamento da sociedade sobre o significado de ser velho, afinal para considerarmos alguém velho deveríamos primeiro analisar o estado de espírito da pessoa. Quantos jovens não tem espirito velho e vivem reclamando da vida?
    Contratando um idoso, a empresa aumentará sua força de trabalho melhorando sua produtividade e perpetuando a sua memória organizacional.

    "Deve - se temer a velhice, porque ela nunca vem só. Bengalas são provas de idade e não de prudência."
    PLATÃO

    TELMA RGM 5386 1ºADM C

    ResponderExcluir
  31. Thawane Benedito 1 adm A RGM 5103

    As empresas realmente tem que inovar nos produtos, atender as necessidades do público da terceira idade, conseguir a confiança destes consumidores, que sofrem com falta de facilidade e conforto.
    Com essa preocupação com a terceira idade, a demanda será maior e terá mais produtos para esses consumidores que precisam de muita atenção e cuidado.

    ResponderExcluir
  32. Andréia Silva Leite 1°ADM RGM 5005

    O texto fala sobre o aumento do cliente idoso,a maioria das empresas hoje no Brasil não estão preparadas ou não tem produtos inovadores para alcançar a fidelidade desses clientes tão exigentes e de olho nas novidades, na hora de escolher seus produtos na prateleira, as empresas deveriam estar mais atentas as exigencias desses clientes, não só em relação a produtos, mas tembém em qualidade de vida no trabalho como: conforto, atenção,e qualidade.

    ResponderExcluir
  33. Elaine Siqueira Santos
    RGM 5470
    1º ADM C / 2011

    O maior erro de muitas empresas é achar que o público da terceira idade encontra-se em reta final, que são incapazes, desfavorecidos de viver e, que não são mais exigentes. Muito pelo contrário, é o público que mais precisa de atenção e paciência. É por isso que os administradores devem atentar-se ao segmento do mercado, para atuar adequadamente suas estratégias conforme demanda e desejo da "melhor idade". Para qualquer faixa etária, quanto mais se conhece profundamente seu público, melhor será a decisão e elaboração para a conquista dos objetivos empresarias. Buscar informações sobre como é o consumidor, quais suas necessidades, padrão social, estilo de vida, personalidade, dentre outros, facilita ao preparo para o recebimento dessa geração idosa.

    ResponderExcluir
  34. Acredito que no mundo atual, todos precisam de uma oportunidade, independente da idade, acho legal essa inovação ao publico da terceira idade... concerteza deveremos tratar como muita paciencia, cuidadeo e muito carinho para que possamos ajuda-los a suprir suas necessidades e assim possam engressar na vida profissional.




    ANDRESSA - RGM: 5466 1 ADM C

    ResponderExcluir
  35. Rubens Lima Garcia - 1 TGF11 de junho de 2011 07:54

    O público da Terceira Idade foi uma das grandes descobertas do setor de Turismo em nosso país.As agências de viagens investiram alto neste novo segmento, oferecendo pacotes como:Cruzeiros, viagens aéreas, pacotes promocionais em grandes redes hoteleiras e em hotéis fazendas; pois a tendência deste segmento é crescer a cada ano conforme vimos nos dados estatísticos da matéria acima, e outros setores percebendo esta tendência começaram a oferecer novas opções a este "novo" público.

    ResponderExcluir
  36. Silmara Soares do Rosário30 de abril de 2012 05:48

    O artigo "Sua empresa está preparada para o
    público da terceira idade?", tende abrir os olhos dos novos empreendedores, pois o maior público alvo daqui uns 30 ou 40 anos será o público da terceira idade, sendo assim, quem tem o objetivo de entrar no mercado de trabalho, pode criar e inovar produtos diferenciados para este público. Além disso, as empresas tem que prestar um atendimento diferenciado, pois, os idosos são mais exigentes e requerem um pouco mais de atenção e de paciência para aprender a lidar com um produto moderno e sofisticado que será feito especialmente para eles.
    O novo administrador tem que oferecer novos produtos para o público da terceira idade que será o seu maior público daqui há alguns anos, então, temos que começar a nos preparar para o sucesso e sair na frente dos concorrentes para ganhar os clientes preferenciais e obter o sucesso profissional.

    ResponderExcluir